Facebook

Como o barulho afeta sua saúde

Como-o-barulho-afeta-sua-saúde2.jpg

Poucos têm atenção a este fator, mas como será que o barulho afeta a sua saúde? Tido como um impacto muito difícil de controlar, esse fator foi alvo de pesquisa realizada na Alemanha, que demonstrou o quão nocivo, até o ronco do companheiro pode ser. Ainda que fique por conta de cada um decidir se é mesmo nocivo para si, ou não, o estudo publicado no The New York Times, mostra que não é apenas os ouvido que são afetados. 

Poluição Sonora: estresse e ataque cardíaco

Até mesmo quando se está dormindo o excesso de ruído pode aumentar a pressão arterial. Barulhos vindos da rua, provocados por aeronaves, e o ressonar de alguém dormindo ao nosso lado, são contribuintes de várias condições relacionadas com a hipertensão. Excesso de barulho pode causar estresse, mesmo ao nível de deixar o corpo humano propenso a ataques cardíacos. Tanto é assim, que está medicamente comprovado que o ruído foi tido como o responsável 1,8% dos ataques cardíacos na Europa Ocidental nos últimos anos.

Os pesquisadores também descobriram que afeta nossa mente e nosso funcionamento cognitivo. No decorrer da pesquisa, alguns colaboradores foram sujeitos a níveis intensos de tráfego rodoviário e de tráfego aéreo. Em seguida todos participaram num teste, onde desempenhavam atividades que exigiam o uso das funções cognitivas. Quem foi sujeito ao barulho teve a pior resposta no desenvolvimento das tarefas.

Outro dado relevante é que as crianças que convivem com um ambiente caótico e barulhento, a longo prazo, passam a ter problemas de compreensão de leitura, e também de memória.

O barulho em números

Como-o-barulho-afeta-sua-saúde3.jpg

Há que considerar, ainda, o dano que o som em exagero pode provocar na audição. Sons que estão acima de 85 decibéis (dB) são considerados prejudiciais ao ouvido. Para enquadrar uma visão mais rotineira: Ouvir música em fones de ouvido, em um volume médio, pode gerar pressão sonora de até 100 dB. Isso é suficiente para provocar danos permanentes na audição, dada a exposição de apenas 15 minutos por dia. Um show de rock pode chegar a medir 120 dB. O som de escavadeira trabalhando numa construção, por exemplo, pode chegar a até 80 dB.

Não importa o quanto argumente, a Poluição Sonora é responsabilidade de cada um de nós. Ouvir música com volume que alcança todo o bairro, tocar a buzina sem parar, entre outras práticas, pioram a qualidade de vida em geral. Portanto, o primeiro a fazer é auto conscientizar-se, buscando minimizar as fontes de ruído, e principalmente, respeitando o espaço do próximo.

Quem é obrigado a conviver com sons externos irritantes (como aqueles que moram ao lado de um aeroporto, ou num cruzamento movimentado) pode buscar reforçar a saúde para evitar possíveis males. A recomendação dos pesquisadores é que se dedique a meditação diária, pelo menos por 10 minutos. Além disso, pode-se cumprir uma rotina de exercícios físicos, aliados a alimentação saudável. Deste modo, o lado direito do cérebro vai estar preparado para manter-se tranquilo, mesmo quando o carro com propaganda política passar em frente a sua casa, e tentar tirar o seu sossego...  

Artigos recomendados

0 Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.