Facebook

Massagem com pedras quentes

Massagem-com-pedras-quentes2 Andreas Rodriguez - RF - Thinkstock

A Massagem com pedras quentes pode ser definida como uma variação da massagem terapêutica clássica. São usadas pedras lisas e planas, que são estrategicamente colocadas em pontos específicos do corpo. As pedras podem, ainda, ser usadas para massagear as partes do corpo que estejam doloridas.

Esta técnica de massagem remonta aos tempos antigos, e nos dias atuais é mais utilizada em spas, onde várias versões foram sendo feitas ao longo do tempo, técnicas desenvolvidas, inclusive, por massagistas que trabalham de forma independente.

São utilizadas as pedras feitas de basalto, uma pedra rica em ferro, que retém calor. São imersas em água, e aquecidas com um dispositivo elétrico até que atinjam determinada temperatura.

Normalmente, os pontos trabalhados são as costas, palma das mãos, e entre os dedos.
O calor relaxa os músculos, melhorando a circulação sanguínea, e acalmando o sistema nervoso. É uma terapia usada, também, para equilibrar corpo/mente. A massagem com pedras quentes é considerada reconfortante, e é normalmente usada para relaxar.

É indicada para quem sofre com pés frios, tensão muscular, dor nas costas, depressão, insônia, má circulação, artrite, estresse, tensão e ansiedade.

Quem recebe a massagem deita-se de bruços, é aplicado um óleo no corpo para fazer com que as pedras deslizem mais facilmente, e as pedras, muitas vezes, são usadas para massagear diretamente os músculos que estejam mais doloridos.

Este processo poderá ser feito entre 60 e 90 minutos.

Essa massagem, todavia, não é recomendada para pessoas que estejam com alguma infecção na pele, como erupções cutâneas ou feridas abertas. Nunca deve ser feita imediatamente após um tratamento de quimioterapia, ou radioterapia, ou por pessoas que tenham tendência a ter coágulos sanguíneos.

Mulheres grávidas devem sempre consultar ao médico antes de fazer a massagem com pedras quentes.

E nunca deverá ser feita diretamente sobre pele inflamada, contusões, tumores, hérnias abdominais, tumores, ou fraturas recentes.

Artigos recomendados

0 Comentários

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.